Iniciação científica (2014/2015)

Capturar63.PNG

Resumo
Este trabalho teve como objetivo catalogar as espécies de répteis da Bacia Hidrográfica do Rio Sinos com base em registros de coleções científicas e dados coletados em campo. Registramos 65 espécies, incluindo 46 serpentes, nove lagartos, cinco tartarugas, quatro anfisbenas e um jacaré. As serpentes compuseram a maioria dos espécimes registrados (91,3%), e as três espécies mais representativas são peçonhentas e de importância médica. A região mais urbana da bacia (planície) possui o maior número de registros. Este fato pode ser um reflexo da alta densidade populacional humana nesta região, o que teria favorecido o encontro de espécimes e seu envio para coleções científicas e centros de pesquisa. Vale ressaltar que a maioria das espécies com poucos exemplares nas coleções também são raramente observadas na natureza, como Clelia hussani e Urostrophus vautieri. Esta observação torna viável que essas populações sejam pequenas ou que estejam em declínio.